Casa Bacarirá | +55 (12) 3865-3275 | +55 (12) 99622-9043

Nossa história

Senta que la vem história

Friedrich Widmer, mais conhecido como Sr. Frederico, engenheiro agrônomo e ecólogo, deixou pra trás o velho continente em busca de uma vida alternativa em meio à natureza, onde, encantado pela mata atlântica do sertão de Camburi adquiriu o atual sitio Bacarirá no final da década de 70 com sua companheira, Regina Helena Valentim, musicista e empreendedora.

Na década de 90 construíram e mantiveram o espaço cultural Bacarirá, que  funcionava em um galpão, juntando arquitetura industrial e arquitetura orgânica (como exemplo o mezanino de “bambucreto” – uma das muitas invenções do Sr Frederico –  com construção típica caiçara – “pau a pique’’)

O espaço cultural executou um importante papel junto à comunidade como difusor de cultura, arte e entretenimento.

Eram oferecidos gratuitamente diversos cursos, como reciclagem e criação de papel artesanal de fibra de bananeira, cursos de culinária, corte e costura, capoeira,entre outros.

Implantou a associação comunitária do Bairro, criou uma rádio comunitária, o primeiro posto de caixa postal comunitária e inseriu a primeira biblioteca  do bairro de Camburi.

Diversos eventos artísticos e gastronômicos foram realizadas, como exemplo shows do Grupo Bandou e Gigante Brasil com Beto e Rubens Nardo, Alberto Marsicano e sua citara, diversas exposições de arte e fotografia com artistas como Neneco Martins, Wagner Kuroiwa, Nícia Guerriero, Theo Castilho, peças de teatro com atores como Cacá Carvalho, dentre outras tantas intervenções culturais e sempre abrindo o espaço para artistas locais e alternativos.

Por falta de apoio, o espaço cultural encerrou suas atividades após 10 anos de muito trabalho.

No ano 2000, Regina e Frederico construíram o Albergue da Juventude Camburi na intenção de proporcionar um contato com a  Mata Atlântica, oferecendo hospedagem econômica.

O “Camburi Hostel” como ficou conhecido durante seus 11 anos de atividade, foi mantido pelos filhos do casal, Wagner, Sofia, Francisco e Helena.

Wagner, músico e artista plástico, já tendo participado de bienais, guiou as produções musicais e culturais do Espaço Cultural Bacarirá, inclusive criou o primeiro estúdio de gravação independente de Camburi.

Sofia, Gestora ambiental, passou  4 anos na Europa aprimorando a sua experiência em hotelaria.

Francisco, também músico, foi estudar engenharia agrônoma na Faculdade Federal do Maranhão com o intuito de retomar a agricultura orgânica e a produção de banana no sítio. Faleceu precocemente em 2012.

Helena, decoradora e artesã, trabalha com reutilização e reciclagem de materais, criadora do atelier de arte, cultura e decoração, o Miscelânea Arte-Café. Muitas de suas peças são usadas na decoração da Casa Bacarirá.

A Casa Bacarirá renasce em 2014 com a finalidade de oferecer uma experiência de hospedagem em meio à natureza e resgatar suas raízes culturais de arte, música  e preservação ambiental.